Queijo da Canastra

REGIÃO

A Região do Queijo da Canastra representa os sete municípios produtores do legítimo Queijo Minas Artesanal da Serra da Canastra. A marca “Região do Queijo da Canastra” foi criada para ajudar a proteger a origem do queijo e tudo o que ele representa: a nossa cultura, história e tradição. Onde essa marca estiver, você pode ter a certeza que ali por trás existe a cultura de uma região e um jeito de viver artesanal, mineiro e simples.

MODO DE PRODUÇÃO

Leite Cru


Seguindo a forma tradicional de produção da Região do Queijo da Canastra, é utilizado o leite cru de rebanho sadio, visando aproveitar os aspectos microbiológicos do leite e do terroir, de forma a garantir sabor e qualidade únicos para cada peça de queijo. Estes aspectos são compostos pela pastagem, pelas características minerais da água, pelo clima, pelo solo e pela altitude.

MATURAÇÃO

FRESCO

Sal


É utilizado o sal grosso para finalizar a composição gustativa do queijo. Toma-se cuidado para que o queijo não tenha seu sabor “mascarado” pelo sal, mas sim apenas destacado.

MATURADO

Pingo


Produto oriundo da coagulação do leite para produção do queijo, o pingo é o fermento lácteo natural de cada fazenda com características próprias. Ele representa todo o impacto do terroir e dos aspectos microbiológicos específicos da fazenda na produção de queijo reunindo suas principais características. Como é característico de cada fazenda produtora, pode ser chamado de “biblioteca biológica” da queijaria, uma vez que armazena os principais agentes que determinarão aroma, sabor e textura do queijo.

EXTRA MATURADO

Tempo


Para que o queijo chegue ao seu ápice de sabor ele deve ser maturado em um ambiente propício para que ele desenvolva plenamente suas características sensoriais. Esse envelhecimento cuidadoso é que propiciará que você deguste não somente uma massa láctea, mas um pedaço de história.