COMIDA DE MÃE É BOM DEMAIS, MAS DOCE DE VÓ NÃO TEM IGUAL…

COMIDA DE MÃE É BOM DEMAIS, MAS DOCE DE VÓ NÃO TEM IGUAL…

Há 2 anos demos início à produção “oficial” do nosso Queijo Minas Artesanal da Canastra Pingo do Mula. Digo oficial, pois meu sogro, o “Mula Véia” já fazia queijos na fazenda há alguns bons anos…
Paulo tem formação em Turismo e uma habilidade de comunicação incrível. Como estamos situados à 5km da cidade de São Roque de Minas, e observamos uma crescente no turismo gastronômico, decidimos criar atividades de experiência vivencial para os visitantes. Talvez pelo fato de o “mundo na roça” parecer uma realidade muito distante de muitos turistas, quando eles nos visitam sempre querem levar um pedacinho da memória do que vivenciaram. Isso nos levou a ofertar produtos como uma espécie de “souvenir” em nossa fazenda. Escolhemos os melhores produtos de amigos e parceiros que tem a mesma visão que a gente sobre o artesanal. Mas não foi o suficiente! Em nossa região, não se produz muito além de queijo rs… e a demanda por produtos feitos por aqui surgiu cada vez mais.
Tenho formação em Zootecnia e Medicina Veterinária, mas com as vivências que oferecemos, me tornei quase cozinheira por paixão… e talvez por genética!
Lá em casa todo mundo gosta (e sabe) cozinhar!
Até meu avô tinha jeito pro ofício, mesmo com o tipo de militar durão… ele fazia uma rabada sem igual!
Minhas duas avós, doceiras de mão cheia. Uma era a rainha das compotas… a outra, dos derivados de leite! Queijo, pão de queijo, requeijão, manteiga, rosquinha de nata, doce de leite, pingo de leite… sim… nosso Pingo é herança!
Cresci no interior de SP, mas as férias e feriados eram sempre em MG. Nascida em Bambuí, vovó Mariquinha já morava em Uberaba há anos, mas o coração era Canastreiro! E ao se casar com meu avô, também da Canastra (Piumhi), levou os costumes da região por onde passou e adoçou a boca da netaiada com suas delícias!
Juntando a procura pelos visitantes, e nossa memória afetiva (aqui em casa isso é muito importante), decidimos fazer um teste e num belo dia, separamos um tiquim de leite e o resultado foi incrível!
Ficamos entusiasmados e enviamos para alguns amigos do meio gastronômico que foram unânimes na aprovação!
Assim surgiu nosso Pingo, feito com leite cru, açúcar e bicarbonato em tacho de cobre por algumas horinhas… o que faz seu sabor mais intenso que o tradicional doce de leite. Ele agora já ganhou rótulo e o Brasil afora!

Compartilhe esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *